29 de abril de 2013

CONTEMPLANDO A SOBERANIA DE DEUS


O que a soberania de Deus produz em você? Inércia? Acomodação? Indiferença?

“Lembrai-vos das coisas passadas da antiguidade: que eu sou Deus e não há outro, eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim; que desde o princípio anuncio o que há de acontecer e desde a antiguidade, as coisas que ainda não sucederam; que digo: o meu conselho permanecerá de pé, farei toda a minha vontade.” Isaías 46.9-10

Estes versículos claramente mostram a grandiosa soberania de Deus, um dos seus atributos que mais me fascina. Ao meditar nestes dois versículos, esta soberania...

1. Levou-me a reconhecer quem sou: alguém que Deus não depende muito menos precisa, mas mesmo assim, me adotou como Sua filha.

2. Proporcionou-me consolo: em saber que Deus ainda está no controle de tudo.

3. Trouxe-me segurança: por crer no único Deus eterno e pré-existente, transcendente e imanente.

4. Deu-me esperança: pela certeza que Deus cumprirá o que determinou.

5. Motivou-me a servi-lo: pois é um privilégio e uma honra trabalhar para o Deus que certamente terminará a obra que começou, até o dia em que Cristo voltar, independente do eu que faça ou não faça.

6. Lembrou-me a temê-lo mais: pois a minha mente é limitada para sequer imaginar o que Deus é capaz de fazer.

Com certeza crer na soberania de Deus fará a diferença na vida cristã. Fará diferença no relacionamento com o próprio Deus, com a Igreja e com o mundo. Pois ao contemplar esta soberania, o resultado não será a estagnação, e sim, à adoração.

“Lembrai-vos das coisas passadas da antiguidade: que eu sou Deus e não há outro, eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim; que desde o princípio anuncio o que há de acontecer e desde a antiguidade, as coisas que ainda não sucederam; que digo: o meu conselho permanecerá de pé, farei toda a minha vontade.” Isaías 46.9-10